Qual é a sua razão de viver? Descubra o seu IKIGAI!

Você já parou para pensar por que existem pessoas que nascem já sabendo exatamente o que querem, enquanto outras ainda não sabem o que fazer? Os japoneses acreditam que o segredo é descobrir o seu IKIGAI!

Mas o que é isso?

Ikigai é uma palavra da cultura japonesa associada à “razão de ser” de cada pessoa, ou seja, é um conceito que pode ser traduzido como razão de viver.

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

Originiada na Ilha de Okinawa, no sul do Japão, a palavra não possui uma tradução exata em português ou qualquer outro idioma, mas podemos entender como a razão para viver, ou seja, ter um Ikigai é ter um propósito. Os moradores desse arquipélago descobriram uma maneira única de ver e viver a vida, já que encontraram o motivo pelo qual acordam todas as manhãs. E lá, a população de moradores centenários estão bem acima da expectativa de vida média.

Muitos acreditam que o ikigai é o segredo dessa longevidade. Eles acreditam que se você encontra algo que dê sentido à sua vida, isso te mantém motivado, e te faz seguir em frente.

E esse estilo de vida tem sido estudado por muitas universidades, que buscam analisar e entender como funciona. Os japoneses afirmam que todas as pessoas têm um IKIGAI! E para descobrir qual é o seu, saiba que é preciso de uma busca profunda dentro de si mesmo.

Antes de tudo, pare de atuar no piloto automático, e pergunte-se diariamente se o que você está fazendo lhe traz felicidade. Olhe-se no espelho e pergunte-se: que tipo de pessoa é você?

Não se compare com  ninguém, pois você é a sua própria referência. Pense no que te faz bem, incluindo as pequenas coisas. Anote num caderno tudo o que te faz feliz durante o dia. Pare para refletir. O que você gostaria de estar fazendo agora? Com o que ficaria feliz ao acordar todas as manhãs para trabalhar?

Para ajudar, vamos analisar a Mandala Ikigai, que é um desenho que envolve as diferentes áreas para uma vida plena. Adotar esse estilo de vida significa atingir o centro dessas quatro áreas, que envolvem:

DESCOBRIR O QUE VOCÊ AMA FAZER;
DESCOBRIR O QUE VOCÊ PODE FAZER BEM FEITO;
DESCOBRIR O QUE VOCÊ PODE PODE SER PAGO PARA FAZER;
E DESCOBRIR O QUE PODE AJUDAR O MUNDO.


Bom, para entender um pouquinho melhor, vamos explorar essas 4 áreas individualmente.

DESCOBRIR O QUE VOCÊ AMA FAZER: O que você gostaria de fazer se tivesse mais tempo? O que te motiva, e te traz alegria?  Se não consegue pensar em nada, tente lembrar da sua infância. O que você mais amava fazer? Desenhar? Dançar? Correr? Pense naquilo que te deixava feliz e que você não faz mais hoje. Talvez lá no fundo você já saiba o que ama fazer, e o que acalma a sua mente. O que acontece é que muitos acabam adiando seus objetivos, prazeres, paixões e necessidades, que poderiam definir seu estilo de vida, por medo de se comprometer com eles, de ser criticado, ignorado ou incompreendido pelas pessoas ao redor.

Outra dica, se você ainda não descobriu o que ama, é fazer uma lista daquilo que você sabe que não quer, incluindo as situações que não te deixam confortável, que não te fazem bem E as atividades você prefere evitar.

DESCOBRIR O QUE VOCÊ PODE FAZER BEM FEITO: apenas amar fazer alguma coisa infelizmente não é o suficiente para determinar que teremos sucesso e seremos referência nisso. Todos nós temos alguma habilidade, algo que fazemos bem feito. Identifique o que você gosta e sabe fazer, ou que deseja melhorar. Tem talento para a escrita? Ou será que você é um ótimo cozinheiro? Descubra o que você ama e pode fazer bem feito!

DESCOBRIR O QUE VOCÊ PODE PODE SER PAGO PARA FAZER: muitos acreditam que ao escolher fazer o que se ama, e seguir o coração, não irão ganhar dinheiro. Mas na visão do IKIGAI, você pode trabalhar com aquilo que ama e faz de forma bem feita, preservando a felicidade. É só assim que você terá motivação para acordar todos os dias, incluindo segundas-feiras, e não ficando feliz apenas nos finais de semana. Para o IKIGAI, é possível amar o que faz, fazer bem feito e descobrir uma maneira de capitalizar esse talento!

DESCOBRIR O QUE PODE AJUDAR O MUNDO: o estilo de vida IKIGAI não te obriga a se relacionar com causas sociais ou ambientais. É claro que isso é muito bom, porém para o IKIGAI, uma vida com propósito inclui obter resultados positivos para o mundo, incluindo aqueles que nos cercam ou que são, de alguma forma, impactados por nossas ações. Ou seja, afirma que nosso trabalho pode trazer bons resultados para nós e para os outros.

Todos aqueles que entendem que seu trabalho não é apenas uma forma de ganhar dinheiro, têm muito mais facilidade de encontrar motivação, satisfação no que realiza e se destacar no que faz.

O ikigai é algo totalmente pessoal, e que somente você pode descobrir. Mas para isso você deve se dedicar a explorar a sua mente.

Ah, e saiba que você pode e deve ter vários ikigais, dos mais simples aos mais ambiciosos. Você não precisa ter apenas um objetivo, até porque podem ter diversas coisas diferentes que te trazem prazer e felicidade. Por exemplo, seu ikigai menor pode ser passar no vestibular ou conseguir correr 10km. Já seu ikigai maior pode ser abrir um negócio, escrever um livro, ou se tornar um excelente profissional fazendo o que ama!

Por fim, entenda que “Quem tem um PORQUÊ enfrenta qualquer COMO” – Viktor Frankl

E não se preocupe se você ainda assim não conseguiu descobrir qual o seu ikigai. Ás vezes, esse despertar ocorre de forma inesperada, mas tão intensa que você saberá exatamente o que deseja, e será um momento onde não haverá outra escolha senão segui-lo.

Se você se interessou pelo assunto, existem alguns livros sobre IKIGAI:

LIVRO Ikigai. Os Cinco Passos Para Encontrar Seu Propósito de Vida e Ser Mais Feliz


LIVRO Ikigai. Os Segredos dos Japoneses Para Uma Vida Longa e Feliz

Se você quiser ter uma vida longa e saudável, vale a pena tentar descobrir qual o seu ikigai. Se gostou do artigo de hoje, deixe seu comentário! 🙂

Prime Cursos

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

18 COMENTÁRIOS

  1. Adorei porque retrato toda nossa vivencia terrena tanto no lado profissional como no pessoa isso nos faz muito bem gostei muito!!!!!

  2. Amei o artigo. Eu sou religiosa católica e preciso ouvir mais o meu eu para que eu possa me especializar à ajudar as emoções das pessoas e jamais esquecer da natureza. Com isto, acredito que as pessoas possam ser mais sensíveis e ter mais compaixão com a humanidade e as criações feitas por Deus.

  3. Gostei muito. Um bom exercício reflexivo sobre a busca de si em si mesmo. Isso só poderá gerar bons frutos! Obrigado!

  4. Acrescento também a possibilidade de abertura para muitos caminhos promissores, Fazendo com que não nos percamos na busca de somente um.

  5. Muito bom! Sei exatamente quais são as coisas que amo fazer (pintar telas e dançar….essa última não faço há muito tempo!), as que faço bem e as que tenho que fazer…mas não gosto tanto…Gostaria de fazer só as coisas que amo e faço bem!

  6. Uma ideia interessante, mormente nestes tempos em que as pessoas buscam incessantemente o seu lugar, com a sua pessoa e mais pessoas, um trabalho ajustado pra si, felicidade. o que nem sempre se encontra.

  7. Sim, gostei
    Na verdade eu já estou a tempo tentando fazer o que gosto e capitalizar,
    Minha esperança era encontrar aqui uma técnica de como realizar isto, acredito que estou a caminho,
    Mas preciso acelerar,
    Vamos ver, se encontrarei ajuda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui