Como entrar no eSocial empresa? Quais as informações necessárias?

as telefonistas devem ter habilidades de organização para cumprir as funções administrativas
as telefonistas devem ter habilidades de organização para cumprir as funções administrativas

Ao final do mês, tanto as empresas como os empregadores de serviços domésticos precisam prestar contas tributárias para o governo em relação aos documentos do pagamento de salários e prestações de serviços. Foi pensando em simplificar esses processos que o governo criou um sistema chamado eSocial, mas você sabe como entrar no eSocial empresa?

Apesar de muitas pessoas confundirem, o eSocial empresa e o eSocial doméstico são o mesmo sistema, e a única diferença está na hora de fazer o cadastro, no qual você deve inserir seu CPF em casos de pessoa física ou seu CNPJ no caso de empresas.

Confira a seguir como entrar no eSocial!

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

O que é eSocial?

Antes de aprender a entrar no sistema, você deve ter em mente que o eSocial é uma plataforma criada pelo governo federal para o envio de informações previdenciárias, fiscais e trabalhistas de maneira unificada, visando não somente o fim de documentos impressos, como também o fácil acesso às informações e dados e agilidade nos processos.

Como entrar no eSocial empresa?

Existem duas formas de entrar no eSocial, sendo um pelo módulo Web e outro pelo módulo Lote.

Módulo Web

O módulo web pode ser feito tanto por pessoa física como jurídica, indicado especialmente para empresas que tenham menos de 10 funcionários, já que nesse caso os processos são feitos um a um.

o módulo web é indicado para empresas com menos de 10 funcionários
o módulo web é indicado para empresas com menos de 10 funcionários

Nesse módulo você poderá fazer consultas com menor chance de erros na transmissão das informações.

Módulo lote

Já o módulo lote é usado especialmente por empresas de porte médio e grande, que têm mais de 10 funcionários e precisam agilizar os processos. Isso porque, como o nome sugere, a documentação é enviada em lotes, e não individualmente por cada trabalhador da empresa. Isso não somente facilita o processo como garante uma economia de tempo para o setor de RH.

Em quais casos devo entrar no eSocial?

Cadastro

O primeiro contato que as empresas têm com o eSocial é na hora de realizar o cadastro, sendo esse o primeiro login feito na plataforma. É a partir do cadastro que você configura o sistema de acordo com seu tipo de conta, PF ou PJ, informações de funcionários, admissões, contratos trabalhistas etc.

Qualificação

Também é necessário entrar no eSocial na hora de fazer a qualificação dos seus empregados dentro do sistema. Isso porque o sistema do eSocial é ligado à Receita Federal e outros órgãos, e qualquer divergência nos dados dos empregados pode resultar em problema na hora de enviar as guias e documentação.

Para fazer essa consulta, basta acessar o Portal do eSocial, fazer login e clicar na opção “Consulta Qualificação Cadastral”, e depois selecionar o módulo web ou lote, dependendo do porte da sua empresa e quantidade de funcionários.

Em seguida, insira todos os dados necessários dos trabalhadores da mesma forma que aparece no documento, do contrário, o sistema poderá acusar divergência de informações.

Feito isso, clique em ‘consultar’.

Caso o sistema acuse dados incorretos do trabalhador, ele indicará a ação necessária para corrigir o problema. Já quando o CPF do empregado estiver com pendências na Receita Federal, é necessário que ele se dirija até uma unidade para verificar o que deve ser feito.

Para tirar a guia eSocial

No sétimo dia de cada mês, ou no sexto dia em casos de feriados e finais de semana, a empresa ou empregador deverão enviar os relatórios e tirar a Guia DAE, onde são indicados os descontos e taxas referentes ao salário de cada empregado.

Para isso, é necessário acessar o portal do eSocial e ir até a opção “dado de folha/recebimento e pagamentos”. Ao clicar nessa opção, você será redirecionado para uma tela com o ano e mês da guia, e é necessário conferir se estão corretos antes de fazer a emissão.

Em seguida, clique em emitir guia para que o download do documento se inicie.

Leia mais sobre como tirar o guia do eSocial clicando aqui!

Os tributos presentes na DAE, que devem ser pagos pelo empregador e/ou descontado do salário do empregado são:

  • 8% de FGTS;
  • 3,2% para reserva indenizatória da perda de emprego;
  • 0,8% do seguro contra acidentes de trabalho;
  • 8% de INSS devido pelo empregador;
  • de 8 a 11% de INSS devido pelo trabalhador, dependendo do salário;
  • Imposto de Renda Pessoa Física quando o trabalhador recebe acima de R$1.903,98.

Agora que você viu como entrar no eSocial empresa, não deixe de fazer seu cadastro na plataforma e ficar em dia com as guias mensais. Isso porque, deixar de imprimi-las pode gerar multas diárias e juros todos os meses, tanto para pessoa física como para pessoa jurídica.

Curso de eSocial para Empresas Online Grátis

curso grátis de eSocial para empresas da Prime Cursos do Brasil ensina o que é, quais os princípios do eSocial, como aplicar e outras informações gerais. Além disso, esse curso online também traz lições sobre os cronogramas, faseamento, folha, recebimentos e pagamentos.

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.