Job rotation vale a pena?

Se você já ouviu falar em técnicas de treinamento pessoal ou programas de trainees, provavelmente também já ouviu falar no processo chamado Job Rotation.

A rotação de emprego, também conhecida como Job Rotation, é uma técnica de treinamento e desenvolvimento profissional utilizada por algumas empresas para rotacionar os empregos atribuídos aos seus funcionários durante todo o seu trabalho. Essa estratégia está crescendo cada vez mais em empresas brasileiras de diversos setores e áreas de atuação, e seu objetivo é maximizar o aproveitamento e o aprendizado de um funcionário dentro da empresa.

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

Como funciona?

a prática consiste em fazer com que o colaborador passe por diversas áreas da empresa
a prática consiste em fazer com que o colaborador passe por diversas áreas da empresa

Para simplificar, a prática consiste na troca de setores dentro da empresa, ou seja, o funcionário deve passar por diversas áreas dentro da organização antes de ser designado em seu setor de trabalho.

Dessa forma, o funcionário consegue conhecer a rotina de trabalho de cada setor, e com isso acumula conhecimentos e desenvolve habilidades que ajudam no seu desenvolvimento profissional dentro da empresa. Veja um exemplo: João foi admitido, e agora ele poderá ser orientado a trabalhar por algum tempo no setor da produção, depois vai passar para o setor financeiro, depois para a área de compras, vendas, administrativo, marketing, até por fim, ser indicado para um dos setores que atuou. Esse caminho faz com que o profissional possa conhecer mais sobre cada área, com o objetivo de se tornar um profissional completo, com alto conhecimento sobre todas as atividades da empresa.

 

E esse período que o profissional atua em cada área pode depender da relevância do setor para sua função, da área de atuação da empresa, e até da capacidade de aprendizado do colaborador, mas pode variar de um único dia até vários meses.

Vantagens – para a empresa

Benefícios do Job Rotation para a empresa
Benefícios do Job Rotation para a empresa

De acordo com muitos especialistas em Recursos Humanos, a maior vantagem na prática do Job Rotation, é o conhecimento que o funcionário adquire, que faz com que ele se torne um profissional melhor capacitado, já que aprendeu na prática como todos os setores da empresa funcionam. Assim, quando esse profissional for alocado para seu departamento definitivo, saberá exatamente como funcionam as tarefas nos outros setores, e poderá desempenhar suas funções de forma mais eficiente. Para resumir, a principal vantagem é que a empresa consegue obter colaboradores com maior conhecimento e habilidades.

A redução de custos com treinamento é outra vantagem para a empresa, já que eles são desenvolvidos durante o expediente. Ou seja, os funcionários já estão fazendo treinamentos em áreas dentro da empresa, e não em cursos fora do ambiente de trabalho. Isso faz com que a empresa economize dinheiro e tempo.

Vantagens – para o funcionário

Benefícios do Job Rotation para o profissional
Benefícios do Job Rotation para o profissional

Além da possibilidade de desenvolver novas habilidades e competências, o Job Rotation força o profissional a sair de sua zona de conforto, fazendo com que ele busque mais informações sobre a empresa, sobre cada setor, conheça áreas e tarefas diferentes, aprenda a exercitar liderança, e muito mais.

O profissional também é motivado a se manter em constante aperfeiçoamento e buscando atualiação e aprendizado, o que contribui para o seu desenvolvimento profissional. Outra vantagem é o aumento da autoconfiança, a capacidade de tomar decisões e a capacidade de liderar.

Desvantagens

o Job Rotation pode ter algumas desvantagens quando não aplicado da forma adequada
O método pode ter algumas desvantagens quando não aplicado da forma adequada

Se não for aplicado corretamente, o Job Rotation pode apresentar algumas desvantagens. Muitos especialistas do assunto acreditam que por ser muito generalista, o método pode prejudicar os profissionais, pois não proporcionam uma formação específica em determinada área. Outros dizem que a experiência pode ser ruim, pois quando o profissional começa a se acostumar com um setor, é obrigado a deixá-lo, interrompendo o seu aprendizado e experiência.

Outra desvantagem é quando o prazo para atuação em outras áreas não é determinado com antecedência. Dessa forma, o profissional pode se sentir inseguro e desmotivado durante o processo.

Como podemos ver, existem diferentes posicionamentos sobre o Job Rotation. Mas quando é bem planejado e estruturado, pode ser uma excelente técnica para todas as partes. Com o método, é possível preparar profissionais cada vez mais qualificados.

O job rotation é principalmente indicado para empresas que têm interesse em desenvolver programas de trainees, desenvolvimento de lideranças ou estagiários — porém qualquer organização pode adotar e se beneficiar com essa técnica.

E você, já participou de alguma prática de Job Rotation? Se gostou do artigo, deixe o seu comentário!

Prime Cursos

 

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.