Homeschooling: como funciona a educação domiciliar

Prime Cursos 06.05.2019

Se você já assitiu o filme “Capitão Fantástico” talvez já sabe o que é HOMESCHOOLING. Se ainda não assistiu, veja abaixo a descrição e o trailer do filme:

“Ben (Viggo Mortensen) tem seis filhos com quem vive longe da civilização, no meio da floresta, numa rígida rotina de aventuras. As crianças lutam, escalam, leem obras clássicas, debatem, caçam e praticam duros exercícios, tendo a autossuficiência sempre como palavra de ordem. Certo dia um triste acontecimento leva a família a deixar o isolamento e o reencontro com parentes distantes traz à tona velhos conflitos.”

Fonte: AdoroCinema

Trailler do filme Capitão Fantástico

Como você pode perceber, os filhos de Ben são submetidos a uma disciplinada rotina que envolve leitura, defesa pessoal, atividades físicas, e música. O nível de educação desses jovens, apesar do isolamento, é alto, mesmo para os padrões convencionais.

Esta pratica mostrada no filme é encaixada dentro do contexto de homeschooling, sistema educacional adotado por diversos países e que vem crescendo no Brasil.

O que é?

O homeschooling ou educação domiciliar, é a formação letrada no domicílio do aluno, por um familiar ou por especialistas contratados.

O ensino doméstico é legalizado em vários países, como Estados Unidos, Áustria, Bélgica, Canadá, Austrália, França, Noruega, Portugal, Rússia, Itália e Nova Zelândia. A maioria dos países exige uma avaliação anual dos alunos que recebem educação domiciliar.

Segundo quem defende a prática, o homeschooling é um método de ensino que tem como objetivo oferecer um ambiente de aprendizagem diferente do encontrado nas escolas.

Mas por que adotar a educação domiciliar?

As famílias que adotam a prática, normalmente não concordam com o que é ensinado nas escolas tradicionais, chegando até a entender que o método utilizado não é benéfico para a formação da criança.

Alguns tópicos mencionados são o bullying, a indisciplina e a violência.

Como funciona o homeschooling?

Com o ensino domiciliar, a criança não frequenta escolhas convencionais, e, assim, todo o aprendizado é adquirido em casa, sob orientação e supervisão dos pais ou de professores particulares.

Geralmente o ensino é feito a partir de um currículo preestabelecido e semelhante ao adotado nos colégios, além de cronograma específico.

Diferente de estudar em uma escola, não há recreio nem chamada. A própria família é responsável por definir em que ritmo e com quais conteúdos será feita a formação da criança.

Mas isso não significa que não haja cobrança e outras regras. E isso é um um dos pontos defendidos pelos homeschoolers, a flexibilidade de horários e das atividades.

Nos países onde a prática é regulamentada, os estudantes devem fazer avaliações anuais para comprovar o desenvolvimento dos conteúdos.

Vantagens do Homeschooling

  • Flexibilização de conteúdo: são os pais que definem o que é ensinado às crianças.
  • Flexibilidade de horários: é possível selecionar os melhores horários para o estudo, assim, também evitar o trânsito caótico e garantir maior produtividade.
  • Segurança: muitos pais mencionam a violência como um dos motivos para não levar os filhos à escola.
  • Interação Intelectual: é mais provável que a criança não se sinta tímida para questionar sobre os temas estudados.
  • Acompanhamento individual: os pais podem acompanhar de perto o desenvolvimento escolar dos filhos.
  • Evitar Bullying: muitos pais relatam situações que causaram traumas nas crianças.
  • Sem pressão: as famílias que apoiam o homeschooling acreditam que as crianças não se sentem pressionadas a provar suas habilidades para outras crianças.
  • Diversidade: ampliar o ensino para além dos livros, através de passeios e viagens, e outros tipos de ensino.

Desvantagens do Homeschooling

Muitos acreditam que a didática de ensino deve ter um passo a passo e uma rotina programada, e que o ensino domiciliar não é capaz de acompanhar, por mais bem estruturado que seja.

Outro ponto a considerar é a relação emocional entre pais e filhos. O adulto deve estar muito bem preparado para não pressionar, nem se estressar com a criança na hora dos estudos.

Alguns dizem que a criança educada através do homeschooling não terá as mesmas chances no mercado de trabalho como aquelas que aprenderam em escolas regulares. Isto é, acreditam que essa criança dificilmente terá as mesmas condições em termos de desenvolvimento mental, raciocínio, e emocional.

Homeschooling no Brasil

O Brasil ainda não possui regulamentação sobre ensino domiciliar, então quem tiver interesse neste tipo de ensino, precisa recorrer à Justiça para obter autorização, sem a certeza de que irá obtê-la.

No entanto, o presidente Jair Bolsonaro assinou dia 11 de abril o projeto de lei que regulamenta a educação domiciliar no Brasil. Agora, o projeto precisa tramitar no Congresso Nacional antes de se transformar em lei.

E você, o que acha do ensino domiciliar? Deixe seu comentário!

Prime Cursos

Leia Também

8 Comments

Angela Mª Silvestre Almeida

Nossa!!!
Parabéns por essa reportagem, gostaria de receber mais artigos sobre esse assunto que muito me interessa.
Tudo na vida tem seus prós e contras, mas sou sim a favor da educação domiciliar. E como educadora sei que é um desafio para os pais aqui no Brasil assumirem tal responsabilidade devido a nossa economia que não favorece a família e a sociedade atual que não está preparada. Mas, vejamos o ensino a distância que está em alta hoje, foi um desafio de anos para chegar a esse patamar, creio que o homeschooling terá seus anos de luta e contradições até a sociedade intenderem seus benefícios.

Reply
Katia Raiol

Em se tratando de Brasil, é necessário que seja averiguado a familia, pois nem todos têm estrutura para educar um filho. Em alguns lares há divergências de valores, os filhos estão ditando as normas, nota- se que dizer não é uma palavra proibida, os pais não impõe limites. É necessário repensar esse modelo de educação.

Reply
Benites Ramos Pinto

Muito interessante a exposição feita pelo Prime Cursos. É um assunto que merece muita atençao, pelos seus muitos prós e contras e, principalmente, pelas contradições no ambiente familiar atual.
Entretanto, como ja dito por uma leitora, o estudo à distancia, tambem, sofreu muita resistência por anos a fio, mas está ganhando espaço fia a dia.
Finalizando, gostaria parabenizar o Prime pelas suas, sempre, oportunas matérias…

Reply
Luís Monteiro Oliveira

Assisti ao filme. Vale como informação. Aprendo bastante como autodidata. Sou reservado, avesso à balbúrdia. Entretanto, tenho reservas quanto ao homeschooling. Acredito que, ainda que em países desenvolvidos, com alto índice IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), a interrelação pessoal travada em ambiente escolar fará falta à inteligência emocional de o estudante que aprender neste sistema educacional aqui apontado. Formar uma pessoa é algo muito complexo. Não se confunda formar com informar. No Brasil, a família não tem estrutura social, educacional e financeira para bancar uma educação integral aos estudantes. A violência, as distorções, o desserviço e outras mazelas existentes nas escolas devem ser saneadas. Apesar de os pesares, creio ser a escola o melhor lugar para a aprendizagem. O que se ensina nas escolas, em todos os níveis, é sofrível. Cabe ao aluno complementar e suplementar este ensino através de seu esforço próprio. Estudar nunca foi uma atividade passiva. Cada vez mais o aluno há que ser ativo. Obrigado, PRIME, por trazer o tema para discussão!

Reply
CATIA RODRIGUES DE ALCANTARA

ACHO A IDEIA INTERESSANTE. MAS COMO TUDO NESSA VIDA TEM SEUS DESAFIOS. ACREDITO TAMBÉM QUE SERÁ UM TRABALHO A SER DESENVOLVIDO COM O TEMPO. VIVEMOS EM TEMPOS DIFÍCEIS E ESSE MÉTODO PARECE QUE VEIO PRA FICAR. SOU PROFESSORA FORMADA A POUCO TEMPO E ACREDITO QUE AS PESSOAS PODEM ESCOLHER O QUE FOR MELHOR PARA ELA .

Reply
Solange Ferraz Ribeiro

É um tema para tempo e discussão pois no Brasil falta desenvolvimento de estrutura social. Imagino que a depender da formação familiar, existem algumas situações ou condições que são favoráveis. Assim como a educação EAD tem suas desvantagens de reconhecimento no mercado de trabalho, muitas pessoas a depender do esforço próprio, conseguem com essa formação, serem excelentes profissionais!! E tem beneficiado uma grande parcela da população. Mesmo assim, sobre a homeschoolig no Brasil, acredito que somando os prós, os contras são superiores, dento do contexto em pauta.

Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *