Um direito chamado Educação Especial

pixabay kokomoCole
Educação Especial não substitui escolarização, ela é um complemento (Créditos: KokomoCole Via: Pixabay)

A educação é para todos

A educação é mais que um direito, ela é o início da construção social na vida de qualquer ser humano. É através da escola que aprendemos a partilhar, trabalhar em equipe e em grande parte, é onde encontramos as primeiras amizades. A Educação Especial vai além do interesse do aluno em ingressar numa escola. É necessário que o educador esteja preparado para receber, ensinar, colocar em prática toda a sua experiência e sensibilidade para incluir o aluno que tenha deficiência no aprendizado. O professor exerce papel direto na inclusão e permanência do indivíduo no ambiente educacional.

Há inúmeros tipos de deficiências, não apenas a síndrome de down, a mais popular. Existem: a paralisia cerebral, deficiência física (sequelas, amputações, lesão medular…), gagueira, retardo de linguagem, interação social, malformações congênitas e entre outras.

Na sociedade atual, pode-se perceber esforços para conciliar o aprendizado formal ao aprendizado aplicado a um aluno com deficiência. É claro, que muito ainda deve ser aprimorado. Mas uma pesquisa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), apresenta um aumento bem significativo na busca pela Educação Especial. No ano de 1998 haviam 43,9 mil alunos com necessidades especiais matriculados nas escolas. Até o ano passado, 2014, o número aumentou para 184,7 mil matriculados. A adaptação na estrutura dos locais de aprendizado, como rampas, elevadores, organização nas salas de aula (todos os materiais necessários devem estar acessíveis para o estudante com necessidades), contribuem na ampliação de novos centros e principalmente, promove a inclusão de mais alunos.

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

pixabay MJ 555

Inclusão de alunos com deficiência no aprendizado está aumentando a cada dia
Créditos: MJ555 Via: Pixabay

O debate é extenso em torno da Educação Especial. Há muitas pessoas que confundem inclusão com integração, duas palavras-chaves na compreensão deste assunto. Mas o que é inclusão e integração? A inclusão contempla duas vias: a atuação do professor junto à pessoa com necessidades educacionais diferenciadas e as ações ao lado da sociedade em prol da inclusão. Enquanto a integração promove mudanças na própria pessoa com deficiência. Outro ponto a ser esclarecido é o aprendizado dentro das salas de aula, a Educação Especial não substitui a escolarização. Ela é um complemento no ensino.

Com a introdução de um trabalho pedagógico voltado para o desenvolvimento infantil, trazendo a realidade sociocultural e determinação do profissional, o convívio na diversidade escolar harmoniza administração, democracia e cidadania. As brincadeiras são alternativas para o aprendizado, não importa se a criança apresenta alguma dificuldade, elas aprendem mais fácil quando brincam, é sempre prazeroso lembrar de momentos felizes.

Na Prime Cursos você aprende mais sobre a Educação Especial e o conteúdo é gratuito, com opção de certificado. Além desse, há mais cursos oferecidos na área da Educação para complementação no ensino. Invista em cursos práticos e rápidos, acesse online e de onde estiver contando apenas com um computador e internet.

Confira abaixo, o documentário sobre Educação Especial e entenda mais sobre o assunto:


Créditos Youtube: Canal Deborah Andrade

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

4 COMENTÁRIOS

  1. Muito bom e contribui muito para o meu conhecimento,pois so apaixonada por tudo que tem relação com a educação especial,obg !

  2. É muito importante o conhecimento desta atividade atualmente, que no passado era uma visto como uma doença, porem ser diferente é normal.

  3. A inclusão nas escolas é importante no desenvolvimento das crianças especiais.Facilitando no aprendizado escolar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui