Kanban: reduza custos e melhore as práticas internas e externas da sua empresa

A técnica Kanban tem como premissa básica o conceito Just in time
A técnica Kanban tem como premissa básica o conceito Just in time
A técnica Kanban tem como premissa básica o conceito Just in time

No final do século XIX, durante o período da revolução industrial, surgiram as primeiras grandes indústrias. Desde então, o controle do estoque de materiais sempre foi uma prática realizada por pessoas que não trabalhavam diretamente na produção. Isto expressa que as pessoas envolvidas na produção não tinham a necessidade de se preocupar com os materiais para seu trabalho, pois eles sabiam que alguém iria se preocupar em controlar os estoques desses materiais.

Todo este sistema tradicional de abastecimento, apesar de necessário, apresenta algumas dificuldades, como falha na comunicação entre os funcionários, sobra de materiais ou falta deles, e entre outras. Antigamente, essas desvantagens eram encaradas até com certa naturalidade, porque as circunstâncias econômicas eram diferentes, o mercado também não era tão concorrido e a demanda superava a oferta de produtos. Além disso, a globalização da economia estava apenas no início. Dessa forma, os custos gerados por este sistema poderiam ser repassados ao preço final do produto, sem comprometer a empresa.

Mas as desvantagens do sistema tradicional de abastecimento ou não eram percebidas pelos fabricantes ou, se conhecidas, não davam a devida importância ao problema. Com o passar dos anos, muitas empresas foram criadas, a economia foi cada vez mais globalizada e a concorrência tanto em preços como em qualidade, atingiu níveis altos. A preocupação com a produção tornou-se imprescindível. E para garantir a sobrevivência nesta nova etapa econômica, as organizações começaram a apresentar produtos de maior qualidade e com preços sempre mais atraentes.

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

Como surgiu e como funciona o Kanban?

Ao final da segunda guerra mundial, o Japão precisava se reerguer, principalmente na economia. Para isso, era preciso melhorar a qualidade e a produtividade, o de também reduzir os custos de seus produtos manufaturados. O Japão foi o primeiro país a observar detalhadamente e tratar com importância as desvantagens e os custos gerados pelo sistema tradicional utilizado para abastecer as linhas de produção.

O japonês Taiichi Ohno da área industrial da Toyota do Japão, foi quem introduziu a técnica Kanban ao examinar o sistema de abastecimento das prateleiras de um supermercado norte-americano. Kanban é uma palavra japonesa e significa “cartão”. O nome surgiu em razão do sistema de controle visual dos estoques de materiais, pois frequentemente são utilizados cartões para representar os contentores cheios ou vazios. Estes cartões são retirados ou colocados em um quadro à medida que o material é utilizado ou reposto. Assim, os montadores que trabalhavam na produção passam a desempenhar o papel de “clientes” ou de “repositores” e a produção é abastecida à medida que as peças e matérias-primas eram utilizadas. A implantação desse método começou a produzir resultados favoráveis, no qual se destacam as seguintes características:

– O sistema kanban exige um espaço determinado por uma área física delimitada, ou por um número fixo de contentores ou por cartões, onde a quantidade de material próximo à linha de produção nunca deverá ser superior àquela que estes espaços, cartões ou contentores determinam.

– Da mesma forma que a quantidade de material não pode ser superior ao máximo permitido, também não pode ser inferior ao mínimo estabelecido. Isto significa que a existência de contentores vazios ou cartões no quadro indica que está na hora de abastecer o estoque.

– Tudo é feito apenas de forma visual, sem necessidade de formulários, ordens de compra ou ordens de produção.

Para compreender ainda mais este processo, acompanhe o vídeo e veja como determinada empresa aplica o Kanban nas suas práticas cotidianas:


Créditos canal Acelerato

O Sistema Kanban

Para resumir, o sistema Kanban é um processo onde os próprios clientes/repositores definiam a hora de repor os produtos nas prateleiras, através de um controle visual. À medida que a prateleira esvaziava alguém abastecia os produtos. Baseado nesta filosofia de controle visual simples, a Companhia Toyota (em 1953) implantou o sistema de abastecimento do supermercado, adaptando-o às características de uma linha de produção.

Como já mencionado, é um sistema simples e não há segredos para praticá-lo. As vantagens de adequar-se ao estilo são inúmeras, e a PrimeCursos está disponibilizando o curso gratuito e online sobre o Sistema Kanban em seu portal. Cadastre-se, assine e estude no horário e no local que desejar. Neste curso você aprenderá: características e funcionamento, o JIT (Just in Time), recomendações, regras de funcionamento e faixas de cores, exemplos no uso de cartões e muito mais! Ao finalizar o curso, a opção de solicitar o certificado de conclusão (opcional) ficará disponível. Acesse o curso no link abaixo:

img-acessar-agora

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

5 COMENTÁRIOS

  1. gostei muito bom, ainda mais eu que trabalho ,com cadastro ,organização de documentos ,homologação e planejamentos ,e conclusão do trabalhos e anotações isso me da uma noção sobre o trabalho a ser a realizado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui