Qual conceito de startup? Aprenda quando uma empresa é considerada uma startup

conceito de startup

Hoje em dia é muito comum ouvirmos falar sobre startups e como esse modelo de negócio tem feito sucesso. E apesar da grande maioria das pessoas acreditarem que se trata apenas de pequenos negócios de novos empreendedores, existem algumas características únicas que englobam esse tipo de empresa. Mas você sabe qual o conceito de startup?

De acordo com uma notícia publicada no site Isto É, mesmo com o surgimento do novo coronavírus e da pandemia, apenas em 2020 cerca de 38% das startups abriram processo seletivo e menos de 20% fizeram desligamento. Junto a isso, sabe-se que em 2019 grande parte das startups brasileiras se tornaram unicórnios, tornando o negócio algo de interesse de investidores principalmente da China e Estados Unidos.

Para que você entenda melhor qual a definição de Startup e quando uma empresa é considerada startup, fizemos um super post explicando mais sobre esse assunto. Veja a seguir!

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

Qual conceito de Startup?

De modo geral, uma startup é uma empresa que está em fase inicial de desenvolvimento de produtos ou serviços inovadores no mercado. E embora muitas pessoas considerem startups apenas empresas focadas em tecnologia, qualquer empreendimento que busque testar uma nova ideia de negócio pode se enquadrar nessa nomenclatura.

uma startup é uma empresa no estágio inicial de lançamento de produtos inovadores, com uma visão de crescimento rápido
uma startup é uma empresa no estágio inicial de lançamento de produtos inovadores, com uma visão de crescimento rápido

Algumas características importantes para definir uma startup são:

Escalabilidade

Uma startup precisa ser escalável e conseguir atender dezenas de clientes e aumentar sua capacidade de atuação sem necessariamente aumentar a equipe nessa mesma proporção. Um grande exemplo disso é o iFood, que com uma equipe consideravelmente pequena consegue atender praticamente todo o país e pode continuar crescendo sem precisar contratar mais profissionais.

Repetição

Uma startup deve apresentar uma solução que pode ser repetida em outros mercados. O Uber, por exemplo, é repetível, já que o mesmo serviço oferecido em São Paulo também é oferecido em Londres e Nova York, por exemplo.

Ou seja, uma startup oferece um serviço que pode ser vendido em vários lugares do mundo sem precisar ser alterado.

Quando as startups começaram a surgir?

Estima-se que as startups surgiram entre 1996 e 2001, quando os empreendedores começaram especular ações de novas empresas tecnológicas que estavam alocadas na internet. Naquela época, essas ações eram chamadas de Bolha da Internet, e se referia a pequenos grupos de pessoas que trabalhavam por uma ideia diferente das que já existem no mercado e que tinham um grande potencial de fazer dinheiro.

Depois de algum tempo, a Bolha da Internet passou a ser chamada de startup, que do inglês significa iniciar algo ou colocar algo em funcionamento.

Quando uma startup deixa de ser startup?

Como vimos no conceito de startup, uma startup é criada para testar uma ideia de negócio e tem como objetivo lançar inovações no mercado para então começar a crescer. Porém, é necessário analisar o mercado e custos operacionais antes de deixar de ser uma startup, já que a empresa também precisa conseguir se manter durante seu período de funcionamento inicial.

Leia mais sobre isso clicando aqui!

Quais são os tipos de startups?

B2B (Business to Business)

Esse tipo de negócio é destinado para empresas que oferecem serviços para outras empresas ao invés de atender consumidores finais. Um grande exemplo disso é o 99 corporativo, um serviço de transporte que oferece a solução para empresas e seus funcionários.

B2C (Business to Consumer)

Já nesse modelo de negócio, a empresa oferece soluções para consumidores finais, como o 99 convencional, que é um serviço de transporte usado por pessoas comuns, ou seja, direcionado para o consumidor final e não para empresas.

B2B2C (Business to Business to Consumer)

Já nesse modelo de negócio, a startup oferece serviços para empresas para consumidores. Isto é, tratam-se de soluções usadas por outras empresas que visam a venda para o cliente final. O iFood, por exemplo, é uma startup que faz parcerias com outras empresas, no caso restaurantes, para ajudar a vender para seus clientes.

o iFood é um exemplo de startup B2B2C
o iFood é um exemplo de startup B2B2C

Existem também algumas nomenclaturas que são usadas de acordo com o nicho de atuação da empresa, como por exemplo Fintech (mercado financeiro), EdTech (educação), HealthTech (saúde e medicina) e LawTech (direito).

Como começar uma startup?

Tenha uma ideia de negócio

O primeiro passo para dar início a uma startup é ter uma ideia de negócio que seja inovadora para o mercado. Boas ideias são aquelas que entregam uma solução de qualidade para as pessoas que você deseja atingir, e que os clientes em potencial realmente pagariam para ter acesso àquilo.

Pense em seus clientes

Depois de pensar na ideia, é importante pensar em quem ela atende e quais problemas ela resolve. No caso do Uber, por exemplo, quais seriam os clientes ideias para o tipo de negócio? Provavelmente pessoas que precisam de transporte e não possuem automóveis, mas não querem pagar um preço alto dos táxis nas grandes cidades.

Pensando que grande parte desse público é jovem e que atualmente a grande maioria das pessoas abaixo de 25 anos estão conectados no celular diariamente, não seria vantajoso criar um aplicativo que permite chamar um carro em segundos?

A partir dessa definição você deve pesquisar mais a fundo sobre o seu público e descobrir qual a melhor forma de ajudá-los a resolver seus problemas.

Pense no produto

Depois de ter a ideia e descobrir o público que deseja atingir, pense em qual seria a melhor forma de ajudá-los. É importante que sua solução ofereça o meio mais fácil possível, que seja simples, claro e objetivo.

Seria mais fácil um aplicativo para atender seu público? Uma página web? Um grupo no Facebook?

Como você vai ganhar dinheiro com isso?

Por fim, é muito importante que você tenha em mente como será feito o pagamento do seu produto, se será pago por meio de mensalidade, será cobrado porcentagem de vendas, existem marcas que tem potencial de patrocinar o negócio etc.

Também é importante oferecer métodos de pagamentos diversificados, como cartão, boleto e até mesmo paypal, um meio digital muito usado hoje em dia.

A partir disso você está pronto para testar seu negócio que de acordo com o conceito de startup já pode receber essa nomenclatura, levando em conta que está na fase de testagem e validação do seu produto. Uma dica é montar um protótipo com ferramentas gratuitas e fazer pesquisas online a respeito da solução oferecida, tentando vender de forma manual e perguntando o que poderia ser melhorado.

Depois de ver qual o conceito de startup e como começar uma, pesquise e estude mais a fundo sobre o negócio. Hoje em dia as startups são modelos de empresas altamente lucrativas, e possuem um grande potencial de crescimento quando a ideia é pensada diretamente na dor do cliente.

Curso de Como criar uma Startup Online Grátis

Se você tem o desejo de criar seu próprio negócio e testar suas habilidades empreendedoras ou somente quer ampliar seus conhecimentos sobre essa nova temática cada vez mais em evidência no mundo dos negócios, então esse curso foi feito para você!

https://youtu.be/KprppVPCvxI

Startups representam um novo jeito de se iniciar negócios. Atualmente, com a crescente entrada de novas tecnologias e as conexões entre pessoas e os meios digitais que não param de aumentar, surge a possibilidade de se criar negócios com base tecnológica que vem revolucionando a forma como encaramos algumas coisas, o modo como agimos, nos comportamos e criamos novas tendências.

Aproveite e comece agora na Prime o seu Curso de Como criar uma Startup 100% Gratuito!

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui