mulher exibindo um currúculo, sentada em sua mesa com uma estante de livros no fundo a imagem

O que posso colocar em atividades complementares no currículo?

Em qualquer currículo, é interessante reservar um espaço para acrescentar informações adicionais ou atividades complementares, que servem para agregar grande valor ao seu repertório profissional. 

As atividades extracurriculares (também chamadas de Atividades Complementares de Curso – ACC) são um bom exemplo do tipo de informação que não deve faltar no seu currículo. Elas são como um complemento sobre a sua carreira, fornecendo dados que não se enquadram em nenhuma outra parte do documento mas que realmente ajudam a enriquecer o perfil profissional. 

Trabalhos de voluntariado, participação em eventos acadêmicos e experiências culturais são alguns exemplos de atividades que os recrutadores costumam valorizar bastante.

Confira no artigo a seguir mais detalhes sobre as atividades complementares, como elas funcionam, quais atividades se encaixam nessa categoria e onde elas devem ser inseridas no seu currículo. 

O que são e como funcionam as atividades complementares?

Também conhecidas como horas complementares ou extracurriculares, as ACCs são componentes curriculares obrigatórios, destinados a enriquecer e complementar o perfil do aluno.

mulher em frente ao seu computador, em sua mesa, realizando suas atividades complementares

Elas fazem parte de uma determinação estabelecida pelo Ministério da Educação por meio do parecer nº 67 da CNE/CES (Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação).

O objetivo desse parecer é assegurar que os estudantes de graduação tenham acesso a diversas fontes de conhecimento ao longo do curso, ampliando assim sua formação acadêmica e enriquecendo o processo de ensino-aprendizagem.

Essas atividades são adquiridas por meio da participação em ações que abrangem a prática de estudos e atividades independentes, transversais e interdisciplinares.

Essas ações devem estar voltadas especialmente para as relações com o mercado de trabalho e as práticas de extensão junto à comunidade, proporcionando uma visão global em relação à carga horária de formação, diversidade de atividades e formas de aproveitamento.

Diversas atividades atendem a esse propósito, podendo ser realizadas tanto na instituição de ensino quanto fora dela. Como veremos mais adiante, as atividades ou horas complementares abrangem uma variedade de opções. 

A característica comum entre as diversas atividades que podem ser enquadradas como horas extracurriculares é, justamente, a possibilidade de aprendizado complementar ao que é proporcionado pelas aulas regulares.

Assim, serve como incentivo para que os estudantes vivenciem experiências que enriqueçam sua formação profissional.

Acontece que pode haver certa variação ou divergência a respeito do que pode ser considerado como atividades complementares entre uma instituição e outra de ensino.

Por isso, é de suma importância você buscar se informar logo no início da sua graduação acerca dos requisitos e procedimentos necessários para protocolar as ACCs, além de outros detalhes essenciais, como o cálculo das horas e o prazo para a entrega dos certificados. 

Cursos gratuitos – como os que são disponibilizados pela Prime Cursos – são amplamente aceitos como horas complementares pelas faculdades, desde que seu conteúdo esteja relacionado à área de formação do estudante.

estagiária pousando para foto em frente ao seu computador de trabalho, e outras pessoas ao fundo da imagem

Cada curso superior possui uma carga horária específica, variando entre 2.400 e 7.200 horas, que são distribuídas entre atividades de diversas modalidades – como horas de aula, horas de estágio, extensão e atividades complementares.

De maneira geral, o MEC estabelece que as horas complementares não devem ultrapassar 20% da carga horária total do curso.

O procedimento para registro das ACCs pode variar de acordo com os protocolos adotados por cada instituição de ensino. Por isso, quanto antes você se familiarizar com as práticas específicas da faculdade que você frequenta, melhor!

Assim, você conseguirá se organizar com mais facilidade desde o início da graduação e manter seu currículo devidamente atualizado para concorrer às vagas mais interessantes do mercado de trabalho.

Vale dizer que o mercado de trabalho está cada vez mais exigente, valorizando profissionais com uma formação completa e diversificada. As atividades complementares no currículo constituem uma excelente maneira de demonstrar essa abrangência. 

Prossiga com a leitura para conferir algumas atividades que você deve considerar acrescentar no seu currículo.

Quais atividades servem como complementares para o currículo?

Nem toda atividade realizada extracurricularmente durante o período da graduação é considerada uma atividade complementar.

Por isso, recomendamos, antes de qualquer coisa, que você busque se informar sobre os eventos acadêmicos que podem estar relacionados com o seu curso ou se enquadram de alguma forma na temática acadêmica.

Nesse sentido, como o intuito é enriquecer sua experiência profissional como um todo, também é interessante buscar diversificar ao máximo o tipo de atividades realizadas. Veja a seguir algumas das principais opções válidas!

Congressos

Um dos principais eventos frequentes no contexto acadêmico são os congressos. Participar das atividades ofertadas por esses eventos vai agregar muito valor ao seu currículo e ainda contribuir imensamente em relação às horas complementares exigidas pelo curso. 

Ao marcar presença em congressos acadêmicos, você terá uma oportunidade única de enriquecer sua experiência, conhecer novas ideias e ampliar o campo de visão. Esse é um caminho essencial para se tornar um profissional bem preparado diante das muitas exigências do mercado.

Seminários

Os seminários também são uma excelente opção de horas complementares, já que a programação dessas atividades costuma ser bastante rica em relação a conteúdo.

Essa é uma boa opção para quem deseja transitar por vários campos de estudos para acumular conhecimentos diversificados.

Workshops

O formato de workshop funciona muito bem para quem está buscando formas de aprofundar ainda mais seus conhecimentos e compreender como aplicá-los na prática.

Os workshops geralmente são como um tipo de aula, que intercala momentos práticos e teóricos. Por isso, podem ser uma oportunidade para estudantes que buscam novas abordagens a respeito dos assuntos de seu interesse. 

Treinamentos

Se você tem interesse em oportunidades que te possibilitem tirar dúvidas com profissionais da sua área, uma boa pedida pode ser a participação de treinamentos em grupo. Muitas instituições de ensino costumam proporcionar eventos desse tipo com grupos de algumas dezenas de inscritos.

várias pessoas em uma sala com realizando um treinamento para contar como horas complementares

A temática escolhida deve servir de alguma forma como fundamento para a área estudada durante a graduação. Alguns exemplos de temas comuns que são úteis para diferentes públicos são oratória, normas da ABNT e pesquisas em bases de dados, entre outros. 

Palestras

As palestras são mais um exemplo de evento muito comum na vida de estudantes da graduação.

As semanas acadêmicas, por exemplo, oferecem uma ampla gama de palestras que podem contribuir, e muito, para que você consiga se diferenciar enquanto profissional. Além do mais, os eventos desse nicho costumam valer horas que fazem toda a diferença na conclusão do curso.

Feiras

É claro que as feiras acadêmicas não poderiam ficar de fora da lista de atividades complementares que vale à pena você acrescentar no seu currículo. A participação nesses eventos pode ser um diferencial importante para se destacar na vida acadêmica.

Uma das principais vantagens desses eventos está relacionada à possibilidade de trabalhar suas relações sociais e mostrar avanços em relação às temáticas no segmento de atuação. Em suma, é uma oportunidade e tanto para ampliar o networking e conhecer uma série de nomes influentes na área que você deseja seguir. 

Simpósios

Que tal aproveitar a oportunidade de estar diante de especialistas de assuntos que te interessam e ainda garantir algumas horas complementares que podem servir para enriquecer tanto a sua formação quanto o seu currículo perante os empregadores? É justamente isso que os simpósios oferecem. 

Comumente realizados em ambientes acadêmicos, esses eventos reúnem participantes importantes, que apresentam suas opiniões ou pontos de vista sobre o tema escolhido.

Como o cronograma dos simpósios geralmente abarca temas específicos, dá a chance de gerar discussões muito enriquecedoras.

Além disso, contam com uma especificidade interessante, que é a possibilidade dos presentes fazerem perguntas e defenderem pontos de vista. 

Cursos de idiomas

Atualmente, a comunicação em mais de um idioma é imprescindível para qualquer profissional que deseje conquistar um lugar razoável no mercado de trabalho. O inglês passou de um diferencial e se tornou praticamente um requisito indispensável. 

Isso significa que, além de saber inglês, vale a pena investir em um terceiro ou até quarto idioma. Ainda que você não domine totalmente a língua, é interessante incluir essa informação no seu currículo, principalmente se tratando de cursos ainda em andamento, isso demonstra seu compromisso com o desenvolvimento profissional e pessoal.

Fóruns

Nos fóruns, a participação da plateia é a principal atração. Sendo assim, se você tem interesse em participar de um evento como esse, vá preparado para expressar sua opinião sobre o assunto qie será abordado.

A diversidade de ideias funciona como um incentivo à formação de jovens profissionais, contribuindo muito para que os presentes consigam ter um posicionamento atualizado acerca das problemáticas de sua (futura) profissão.

Experiências artísticas

Já não é novidade para ninguém o poder educativo e transformador que a arte possui, sendo essa mais uma forma de aprofundar conhecimentos, fortalecer sua formação profissional e turbinar seu currículo. 

Além de ser um excelente instrumento de socialização (como é o caso do teatro, da dança e da música), a arte também ajuda a desenvolver a capacidade de aceitar desafios e encontrar meios criativos para superá-los.

Assim, é a atividade complementar ideal para profissões que exigem criatividade e trabalho direto com o público.

Trabalho voluntário

O voluntariado é uma das atividades complementares mais bem vistas em processos de recrutamento. Participar de projetos sociais ou atuar ativamente junto a instituições sem fins lucrativos que visam ajudar a sociedade são alguns exemplos de posturas que demonstram engajamento social, e por isso atraem a atenção dos empregadores.

várias pessoas em um ambiente de natureza, realizando um trabalho voluntário para horas complementares

Descreva com clareza sua função na organização e, se possível, apresente resultados. O envolvimento em projetos de levantamento de fundos ou doações, por exemplo, serve para demonstrar senso de responsabilidade, proatividade, comprometimento, habilidades gerenciais e desenvoltura.

Monitoria de alunos iniciantes

Muitos estudantes de graduação se envolvem com a monitoria de calouros, o que também contribui para enriquecer seu currículo e completar a carga horária exigida do curso para as atividades complementares.

Esse tipo de função requer habilidades comunicativas para orientar os colegas, e contribui para o desenvolvimento de competências pessoais como a proatividade e a organização.

Mesas redondas

Esse tipo de evento geralmente ocorre dentro da programação de outros eventos acadêmicos.

É uma atividade que exige uma participação menos ativa dos presentes em relação a algumas já mencionadas ao longo deste artigo, mas que também contribui de maneira determinante para o aprofundamento de conhecimentos e desenvolvimento de pontos de vista.  

Cursos livres 

Para finalizar nossa lista de sugestões de atividades complementares que você deve acrescentar em seu currículo, é claro que os cursos livres não poderiam ficar de fora. Afinal de contas, esse tipo de participação é, geralmente, a que mais conta horas extracurriculares e contribui para o desenvolvimento profissional dos estudantes de graduação. 

Hoje em dia, é possível se dedicar a cursos livres focados em diferentes áreas do conhecimento, sem precisar nem mesmo sair de casa. Que tal aproveitar as férias da faculdade para realizar alguns cursos online? 

notebook com a imagem de um chapéu de formatura, simbolizando cursos online como forma de horas complementares

Dê preferência por cursos focados em habilidades que sejam verdadeiramente relevantes para a profissão que você deseja seguir, ou que, pelo menos, estejam associados a ela de alguma forma. Aqui na Prime Cursos temos uma ampla gama de opções para te ajudar! 

Se você cursa direito, por exemplo, talvez se interesse pelo nosso curso de Introdução ao Direito Previdenciário, ou, quem sabe, pelo curso de Direito do Consumidor. Já para o pessoal da área de programação, algumas opções interessantes são os cursos de Introdução ao HTML 5, Programação em Python e Android Studio Básico. No segmento de educação, confira a Introdução à Alfabetização Infantil, o curso de Educação Inclusiva e o curso de Contação de Histórias.

Isso só para citar alguns exemplos! Confira esses cursos e muito mais na página inicial do nosso site. Lembre-se que o tempo dedicado à construção de um currículo é sempre um tempo muito bem aproveitado para quem deseja se destacar no mercado de trabalho. 

Agora que você já conhece os principais tipos de atividades complementares que podem servir para fortalecer seu currículo, também é importante saber exatamente onde incluir essas informações para atrair possíveis empregadores. Veja o próximo tópico para saber mais! 

Onde colocar as atividades complementares no currículo?

De maneira geral, as atividades complementares desenvolvidas ao longo do período de graduação podem ser inseridas na última parte do seu currículo, intitulada “Informações Adicionais”. 

Esse pode ser o caso de certificados (informe a validade), intercâmbios (informe o período e os temas ou idiomas estudados), trabalhos voluntários (mencione o nome do projeto ou organização e o período que foi desenvolvido) e participações em workshops (cite o tema, de acordo com a relevância para a sua área). 

Outra opção plausível é incluí-las na seção de habilidades, já que um dos principais objetivos dessas atividades é, justamente, adquirir e desenvolver novas competências.

Essa é uma boa ideia se você quiser informar a respeito da proficiência em determinado idioma, por exemplo. Lembre-se de mencionar a instituição de ensino frequentada, a carga horária e as datas de início e conclusão do curso, se possível.

Se você participou de um curso de teatro, também pode utilizar essa experiência para expressar suas habilidades de comunicação. O nome da instituição que ofereceu o curso e as datas de início e término também são dados interessantes de serem acrescentados.

Vale lembrar que os recrutadores não perdem tempo com informações sem importância. Por isso, certifique-se de colocar apenas informações relevantes em seu currículo, para não colocar em risco a percepção que a empresa pode ter sobre o seu currículo. 

Uma boa dica para não errar é incluir apenas atividades complementares que sejam realmente pertinentes à vaga de emprego na qual você está interessado. Se você tem pouca experiência profissional, capriche nessa seção, sem colocar nada que não seja importante. 

Outras atividades e informações que podem ser interessantes no seu currículo são: certificações técnicas, prêmios, palestras, simpósios e cursos de curta duração, informações sobre habilitação de motorista (se você tiver e a profissão exigir), e registro no conselho regional da sua profissão.

Precisando dar um up no seu currículo? Aqui na Prime Cursos você sempre encontra as melhores opções de cursos online e gratuitos para se manter atualizado e competitivo no mercado de trabalho.

O único custo envolvido é para a emissão do certificado, no valor de R$ 54,90 + o frete para envio. O que pode ser um pequeno investimento para o seu bolso pode representar um grande passo para o seu futuro profissional. Inscreva-se hoje mesmo!  

Cursos Grátis para Atividades Complementares

Os cursos livres estão entre as principais formas de conseguir horas complementares para sua formação. O aluno pode escolher um tema específico no qual deseja aprofundar seus conhecimentos, desde que seja condizente com sua área de formação.

A modalidade online tem se desenvolvido muito na última década, já que é especialmente vantajosa para quem não tem muito tempo disponível e ainda assim deseja aprender mais sobre determinados assuntos.

Na Prime você encontra centenas de cursos com certificado de conclusão válido para atividades extracurriculares, avaliações de empresas, provas de títulos, concursos públicos, enriquecer o seu currículo e muito mais!


Stories

Posts Recentes

  • Quantas horas tem a jornada de trabalho de uma recepcionista?
    A jornada de trabalho de um recepcionista é um aspecto fundamental que define tanto a dinâmica de seu cotidiano profissional quanto a qualidade de sua vida pessoal. Em diversas indústrias, a carga horária desses profissionais pode variar significativamente, influenciada por fatores como legislação trabalhista, demandas diárias e políticas internas das empresas. Neste texto, exploraremos detalhadamente…
  • Quanto ganha uma recepcionista: Salário médio e fatores que influenciam
    Uma das perguntas mais comuns que as pessoas fazem quando consideram entrar na profissão de recepcionista é “Quanto ganha uma recepcionista?” É uma pergunta importante, já que o salário é um fator chave na decisão de escolher uma profissão. A resposta para essa pergunta depende de vários fatores, como localização, experiência e habilidades específicas. De…
  • O que é necessário para ser recepcionista: qualificações e requisitos
    Para ser um recepcionista de sucesso, é necessário ter diversos requisitos e características. Além de ser capaz de lidar com pessoas e ter uma boa comunicação, é importante ter organização, capacidade de multitarefa e conhecimento em informática. O recepcionista é a primeira pessoa que os clientes ou visitantes encontram quando chegam a uma empresa ou…
  • O que é e como funciona o código Q?
    O Código Q é um conjunto padronizado de três letras que é usado para fazer perguntas pré-definidas em comunicações de rádio. Ele pode ser utilizado por porteiros, vigilantes e controladores de acesso para a comunicação dentro das dependências do local de trabalho. Ele também é amplamente utilizado por militares, polícia, serviços de emergência, aviação e…
  • Como funciona uma jornada de trabalho de 12×36: regras e direitos
    Uma jornada de trabalho de 12×36 é um modelo de trabalho que permite ao colaborador trabalhar por 12 horas seguidas e descansar nas próximas 36 horas. Essa jornada é comum em setores que necessitam de operação contínua, como saúde e segurança. Nesse modelo de trabalho, o colaborador trabalha por 12 horas seguidas, com um intervalo…
  • Qual a diferença entre porteiro e recepcionista: quais as funções de cada profissional?
    Porteiros e recepcionistas, apesar de terem funções relacionadas à segurança e atendimento possuem diferenças significativas entre as duas profissões. Ambos são profissionais que trabalham em empresas, condomínios, hotéis e outros estabelecimentos que necessitam de atendimento ao público. O porteiro é responsável por controlar o acesso de pessoas e veículos ao local onde trabalha. Ele deve…
  • Guia: 12 lugares onde um porteiro pode trabalhar
    Um porteiro é uma figura importante em muitos locais, incluindo edifícios residenciais, escolas, hospitais e empresas. Eles são responsáveis por controlar o acesso ao local e garantir a segurança dos residentes, alunos, pacientes ou funcionários. Mas onde exatamente um porteiro pode trabalhar? Em geral, um porteiro pode trabalhar em qualquer lugar que precise de controle…
  • Qual a diferença entre porteiro e controlador de acesso?
    Apesar das diferenças entre porteiros e controladores de acesso eles são profissionais que muitas vezes trabalham juntos de forma colaborativa para garantir a segurança em diferentes tipos de estabelecimentos, incluindo prédios comerciais, condomínios residenciais, escolas e hospitais. E embora muitas pessoas acreditem que as funções desses profissionais são iguais, há diferenças significativas entre elas. Um…
  • Quantas horas trabalha um porteiro? Horário de trabalho e regulamentações
    Porteiros são profissionais que trabalham em condomínios e prédios residenciais e comerciais. Eles são responsáveis ​​por controlar o acesso ao prédio, recepcionar visitantes e fornecedores, monitorar a segurança do local e garantir que os moradores e visitantes sejam bem atendidos. No entanto, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre a carga horária de trabalho de um…
  • Quem pode ser porteiro e quais os requisitos para a profissão?
    Portaria é uma profissão que tem ganhado destaque nos últimos anos, principalmente em condomínios residenciais e comerciais. Mas para ser porteiro é necessário alguns requisitos básicos. Esse profissional é responsável por controlar o acesso de pessoas e veículos, receber encomendas, correspondências e prestar informações aos moradores e visitantes. De acordo com a legislação brasileira, não…
  • Guia: conheça quais as funções de um porteiro
    Um porteiro é uma figura importante em muitos prédios residenciais e comerciais. Ele é responsável por garantir a segurança dos moradores e visitantes, além de desempenhar outras funções importantes. Neste guia, vamos explorar as várias funções de um porteiro e entender por que ele é uma peça fundamental em muitos locais. Uma das principais funções…
  • Qual o salário de um porteiro? Descubra aqui!
    Um porteiro é um profissional responsável por garantir a segurança e o bem-estar dos moradores e visitantes de um edifício. Essa função é essencial em condomínios residenciais e comerciais, escolas, hospitais, hotéis, entre outros estabelecimentos. O salário de um porteiro pode variar de acordo com a região, o tipo de estabelecimento, a experiência do profissional…
  • Como pegar o seguro-desemprego passo a passo
    Quando um trabalhador é desligado de um emprego sem ter cometido alguma infração grave, ele pode ter acesso ao benefício do seguro-desemprego. Estamos falando de um dos principais direitos trabalhistas da legislação brasileira, implementado para proporcionar apoio financeiro a indivíduos que enfrentam a demissão e o desemprego. É fundamental estar devidamente informado e atualizado acerca…
  • Precisa ter conta na Caixa para receber seguro-desemprego?
    Quando um trabalhador é desligado do seu posto de trabalho sem justa causa (ou seja, sem ter cometido alguma infração grave), ele pode ter direito ao seguro-desemprego. Esse benefício representa um dos principais direitos trabalhistas garantidos pela legislação brasileira, já que visa proporcionar apoio financeiro às pessoas que se deparam de maneira inesperada com a…
  • Como se tornar porteiro: guia passo a passo para ingressar na profissão
    Para quem está procurando uma profissão que ofereça estabilidade e segurança, ser porteiro pode ser uma boa opção. O porteiro é responsável por controlar o acesso de pessoas e veículos em condomínios, empresas e outros locais, além de prestar informações e orientações aos visitantes. Mas como se tornar um porteiro? O primeiro passo para se…

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.