Quando uma empresa deixa de ser uma startup? Quanto é necessário faturar por mês?

SGQ é a sigla usada para se referir ao Sistema de Gestão da Qualidade Total
SGQ é a sigla usada para se referir ao Sistema de Gestão da Qualidade Total

As startups são pequenas empresas que ganham cada vez mais espaço no mercado brasileiro. Seu objetivo principal é desenvolver ou aprimorar um modelo de negócio, para então se tornar uma empresa e crescer no ramo do empreendimento. Mas você sabe quando uma empresa deixa de ser uma startup?

Embora muitas pessoas acreditem que uma startup se transforma em uma empresa pequena apenas por ter mais funcionários ou uma receita maior, não são exatamente esses fatores que determinam o crescimento da empresa em si.

Confira a seguir mais sobre quais os critérios usados para avaliar uma startup e quando ela passa a ser considerada uma empresa sólida!

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

Quando uma empresa deixa de ser uma startup?

Como vimos no início do artigo, uma startup nada mais é do que um modelo de negócio criado para desenvolver ou aprimorar uma solução para problemas reais. Pensando nisso, sabe-se que assim que essa solução tenha sido criada ou melhorada, teoricamente a empresa deixa de ser uma startup para se tornar uma empresa de porte maior em um processo contínuo.

a empresa deixa de ser startup quando a ideia principal começa a gerar lucros
a empresa deixa de ser startup quando a ideia principal começa a gerar lucros

O que acontece, porém, é que até que essa solução tenha chegado em seu protótipo final pode-se levar anos para algumas startups. Junto a isso, ainda consideramos o custo de mercado, que também deve ser estudado e a empresa deve encontrar um meio de cobrir esse valor para o produto final.

Para que você entenda melhor, imagine que uma startup criou um aplicativo gratuito que além de ser bem avaliado pelos usuários ainda entrega uma solução de qualidade para o problema do público que fez o download.

De início o sucesso pode até ser bem-visto e trazer lucros, mas ao longo dos meses é necessário que a empresa dê a atenção merecida para os custos operacionais ligados ao desenvolvimento comunicação e distribuição, mesmo que sejam valores relativamente baixos.

A menos que a empresa tenha o capital necessário para se manter durante essa fase, não será possível arcar com os custos para a própria operação, o que faz com que a empresa ainda seja considerada uma startup.

Afinal, apesar de ter um protótipo que funciona, ainda não conseguiu firmar seu negócio passível de gerar receita.

Com isso, sabe-se que enquanto a empresa não tiver uma fonte de receita que seja suficiente para arcar com os custos de operação, ainda será considerada uma startup.

Quando a empresa deixa de ser startup o que ela passa a ser?

Normalmente, empresas que deixam de ser startups se tornam pequenas empresas, também chamadas de empresas de pequeno porte. Essas empresas têm como característica principal o faturamento anual maior do que R$360 mil e igual ou menor do que R$3.600.000,00. Além disso, pequenas empresas contam com no máximo 49 funcionários em casos de comércio e serviços e 99 nos casos de indústrias e empresas de construção.

No entanto, isso não é uma regra e depende exclusivamente do sucesso do negócio desenvolvido.

Qual a diferença entre pequena empresa e startup

A maior diferença, como você já pode ter percebido, está no objetivo das duas empresas. Enquanto as startups estão em busca de montar uma solução e uma maneira de cobrir os custos operacionais desse empreendimento, as pequenas empresas são mais voltadas para a imagem de rentabilidade e valor estável do negócio a longo prazo.

enquanto a startup tem foco em lançar produtos e crescer exponencialmente, a empresa foca em estabilização
enquanto a startup tem foco em lançar produtos e crescer exponencialmente, a empresa foca em estabilização

Além disso, outras características de uma startup que diferem de pequenas empresas são:

As startups estão sempre se renovando

Considera-se uma startup negócios que busca oferecer serviços e soluções para os usuários e clientes com diferenciais de mercado. Sabendo disso, esse tipo de empreendimento procura sempre inovar na forma de lidar com as demandas dos seus consumidores, além de pensar e encontrar novas formas de resolver possíveis problemas.

Multiplicação interna

Diferente de empresas de pequeno porte, as startups podem expandir o número de faturamento, fornecedores e clientes de maneira acelerada sem que seus custos precisem necessariamente aumentar na mesma proporção.

Isso acontece porque nesse modelo de negócio é possível elaborar maneiras de aumentar a tecnologia do negócio, que quando bem pensada, testada e implementada, pode expandir com facilidade e baixo custo, sem interferir na qualidade do produto e serviço oferecidos.

Grandes chances de ter um investimento maior

Hoje em dia as startups são um dos modelos de investimento mais rentáveis, e têm chamado a atenção de grandes empresas e investidores, que aplicam quantias com o intuito de escalar, crescer e conquistar novos mercados a médio e longo prazo.

Vale lembrar, porém, que para receber investimentos a startup precisa ter um CNPJ e um time capacitado, o que acaba atraindo cada vez mais pessoas interessadas na ideia.

Maior capacidade de operar em grandes negócios

Normalmente as startups atuam em grandes mercados, levando em conta que sua meta principal é crescer a alcançar concorrentes que já contam com milhares de clientes.

Quando essa estratégia funciona da forma correta, a startup tem mais chances de se tornar uma empresa de grande porte em poucos meses, abrindo um leque de possibilidades que o mercado oferece já que permite um crescimento exponencial.

Depois de ver quando uma startup deixa de ser uma startup, é importante ficar atento à solução que a empresa deseja oferecer e quais os custos operacionais envolvidos. Isso porque, mesmo com a solução pronta e eficiente, quando a  empresa não consegue arcar com os custos exigidos, ela não consegue deixar o estágio de startup para virar uma pequena empresa, a menos que tenha um grande potencial e receba investimento de outras empresas ou investidores interessados no crescimento do negócio.

Curso de Como criar uma Startup Online Grátis

Se você tem o desejo de criar seu próprio negócio e testar suas habilidades empreendedoras ou somente quer ampliar seus conhecimentos sobre essa nova temática cada vez mais em evidência no mundo dos negócios, então esse curso foi feito para você!

https://youtu.be/KprppVPCvxI

Startups representam um novo jeito de se iniciar negócios. Atualmente, com a crescente entrada de novas tecnologias e as conexões entre pessoas e os meios digitais que não param de aumentar, surge a possibilidade de se criar negócios com base tecnológica que vem revolucionando a forma como encaramos algumas coisas, o modo como agimos, nos comportamos e criamos novas tendências.

Aproveite e comece agora na Prime o seu Curso de Como criar uma Startup 100% Gratuito!

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

1 COMENTÁRIO

  1. Leigo no assunto.
    Mas como todo tipo de negócio me tornei interessado e pretendo em pouco tempo reunir o maior numero de conhecimento para quem sabe explorar mais essa maneira de investir e me tornar um empresário de sucesso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui