Dica: livro A LOJA DE TUDO | Jeff Bezos E A Era Da Amazon

Prime Cursos 10.07.2018

Jeff Bezos. Talvez você ainda não conheça esse nome, mas provavelmente já ouviu esse outro: AMAZON. Bom, Jeff Bezos é o criador da Amazon, e de acordo com a Forbes, ele é atualmente o homem mais rico do mundo. E é sobre isso que o livro A LOJA DE TUDO conta, a história de sucesso do empresário e da marca. Com o livro podemos aprender algumas lições de como empreender em cenários desafiadores, e também conhecer o papel de liderença que Bezos teve.

Mas antes vamos entender um pouco sobre como tudo começou.

Aos 29 anos, Jeff Bezos já havia impressionado muitas pessoas com sua determinação, alto QI e era até conhecido como um estrategista brilhante. Ele trabalhava em Wall Street, e depois de estudar muito sobre Internet, teve a ideia de criar uma loja virtual. Seu objetivo era criar uma loja online que vendesse de tudo, com uma seleção ilimitada de produtos. Como sabia que não seria capaz de vender de tudo no começo, ele decidiu entrar no mercado de venda de livros. Além de adorar livros, ele também optou por isso porque percebeu que conseguiria criar uma empresa que poderia estocar mais livros do que qualquer outra editora.

Depois de traçar um plano de negócios, ele fundou a AMAZON na garagem se sua casa em Seattle. Mas antes a empresa tinha o nome de Cadabra, porque ele tinha certeza que seria algo mágico. Como o nome lembrava muito a palavra “cadáver” ele acabou mudando. Pensou em Relentless, que significa “implacável”, mas também decidiu trocar. O nome Amazon apareceu por dois motivos: 1 porque ele acredtiva que o nome do seu negócio precisava começar com a letra A, por ser a primeira letra do alfabeto e também porque na época os sites de busca mostravam os resultados em ordem alfabética. E 2 porque se inspirou no Rio Amazonas. Como o rio é considerado o maior do mundo, imaginou sua loja sendo a maior no mundo.

E o logo da marca, como você provavelmente já deve ter notado, possui uma seta amarela que forma um sorriso, para destacar a satisfação do consumidor.

A seta amarela, ou melhor o sorriso, também vai de “A” até “Z” para representar a variedade dos produtos vendidos pela loja.

A Amazon conseguiu surpreender todas as expectativas do mercado, e rapidamente alcançou níveis inimagináveis de crescimento. Priorizando a qualidade e também preços baixos, Jeff Bezos conseguiu realizar o seu sonho de ter a maior empresa de ecommerce do mundo.

Selecionamos 6 lições que podemos aprender com o livro, ou melhor, com a história da Amazon.

Lição número 1. O foco está sempre no cliente

Olha que legal essa história que aconteceu com a AMAZON. Um cliente comprou um plaustation para dar ao seu filho na véspera de Natal. A entrega foi feita corretamente, porém quem recebeu a encomenda foi o vizinho, que deixou o presente na porta de sua casa. O problema é que o videogame acabou sendo roubado. O pai ligou desesperado para a Amazon, e explicou o que aconteceu. Para sua surpresa, outro Playstation foi enviado rapidamente, sem cobrar nenhuma taxa de entrega.

Essa historia apenas mostra a preocupação da Amazon em fornecer a melhoe experiência e atendimento aos seus clientes. A marca tem como missão, desde a sua fundação em 1995, ‘ser a empresa mais centrada no cliente da terra’.

Outro fato interessante acontecia dentro da empresa. O CEP carregava uma cadeira vazia para a sala de reuniões, e avisava os executivos que nela se sentaria a pessoa mais importante: o cliente. Durante a reunião, todos que lá estavam deveriam tomar decisões pensando no cliente. Por isso, a primeira liçãao qu epodemos aprender com a AMAZON é que o foco sempre está no cliente.

Lição número 2. Simplifique a jornada de compra

Além do excelente atedimento, Bezos também tinha como objetivo fornecer praticidade e rapidez. A plataforma da Amazon oferece um processo de pesquisa inteligente, que complica as palavras durante a busca e faz sugestões de sinônimos, fazendo com que o consmidor consiga de fato encontrar o que procura. Além disso, a marca facilita a vida dos clientes com o botão ‘1-click buy’, que permite que os usuários fechem suas compras com apenas um click, bastando ter o endereço e o e-mail pré-cadastrado. O objetivo disso tudo é simplificar a jornada de compra, ou seja, fornecer praticidade e rapidez aos clientes.

Lição número 3. Saiba pedir desculpas

É difícil ter um negócio perfeito, já que erros acontecem. Porém você pode aprender com Jeff Bezos a pedir desculpas pelos erros. Em 2009 a Amazon acabou deletando algumas edições digitais de dois livros no aparelho KINDLE, de leitores que haviam comprado os títulos. O acontecimento gerou diversas revoltas na internet, e como pedido de desculpas, Bezos escreveu a seguinte declaração:

“Esse é um pedido de desculpas pela forma como nós vendemos ilegalmente cópias do livro 1984 e outros romances no Kindle. Nossa ‘solução’ para o problema foi burra, impensada e fora de sintonia com nossos princípios. Merecemos todas as críticas que recebemos. Vamos usar a cicatriz desse erro doloroso para ajudar a tomar decisões melhores daqui para frente; essa é nossa missão.

Com um profundo pedido de desculpas a nossos clientes, Jeff Bezos”.

Nessas horas, muitas empresas poderiam não admitir o erro, e acusar complicações de sistemas ou diversos outros fatores. Mas Bezos assumiu a culpa e pediu desculpas. A lição que podemos aprender é essa, saber assumir os erros, se desculpar, e jamais culpar outros fatores ou pessoas. Se comprometer com a melhoria é a melhor coisa que podemos fazer para reverter o erro!

Lição número 4. Busque inovação e saiba se diferenciar

A Amazon foi efeita em 2017 pela Fest Company, a empresa mais inovadora do mundo, passando de outras marcas gigantes como o Google, Netflix e Facebook. E o prêmio foi merecido, já que a marca já investiu em diversas soluções, como um centro de distribuição robotizado, o checkout free para a AmazonGo, e a criação da Amazon Echo, uma torre-assistente que atendte pelo nome de “Alexa”. A Amazon está sempre pensando em inovar, e é isso que aumenta a longevidade de uma empresa e faz com que ela se destaque em relação à concorrência. Por isso, se você desejar se destacar como profissional ou fazer com que sua empresa crescá, siga os passos da Amazon e busque inovação e diferencial.

Lição número 5. Compre apenas duas pizzas

Outro aspecto legal da cultura da Amazon é a conhecida “regra das duas pizzas”. Para Jeff Bezoz, nenhum time da empresa deve ter muitos membros a ponto de precisarem pedir mais que duas pizzas para alimentá-lo. Bezos acredita que times grandes não são produtivos, e ele também aplica essa regra nas reuniões, que são sempre realizadas com a presença de poucas pessoas. Equipes pequenas são como famílias, e para ele, atuam com maior produtividade, foco, e possuem uma comunicação mais objetiva. Então anote a dica de Bezos e compre apenas duas pizzas.

Bom, essas foram apenas algumas das muitas lições que podemos tirar do livro A LOJA DE TUDO e de seu fundador, Jeff Bazos. Lembrando que não é por sorte que a Amazon é considerada uma das maiores e mais bem sucedidas empresas do mundo, então as dicas são muito bem-vindas, né?

E para finalizar, recomendamos a todos a leitura do livro A LOJA DE TUDO! 🙂

Se desejar leia uma amostra do livro pelo Google Books antes de comprá-lo:

Gostou do artigo de hoje? Goste de dicas de livros? Se sim, deixe seu comentário! =)

Prime Cursos

Leia Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *