Cinesioterapia laboral é diferente de ginástica laboral?

Grupo de pessoas fazendo ginástica laboral

A cinesioterapia laboral é uma técnica terapêutica consistente na prática de exercícios que contribuem com o desempenho do trabalhador.

Entretanto, ao se aprofundar no assunto, surge a dúvida: há diferença entre a cinesioterapia laboral e a ginástica laboral?

Com isso, listamos tudo o que você precisa saber sobre cinesioterapia para solucionar esse questionamento!

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime
Grupo de pessoas fazendo ginástica laboral

O que é cinesioterapia?

De acordo com a obra “Cinesioterapia Geral”, essa técnica é embasada nos conhecimentos da cinesiologia e da biomecânica. Assim, pode ser conceituada como “a ciência que utiliza as técnicas terapêuticas de movimentos corporais para auxiliar no processo de recuperação da função musculoesquelética“.

Assim, os exercícios terapêuticos auxiliam a recuperar a musculatura corporal, devendo ser aplicados de acordo com a necessidade de cada indivíduo após análise do profissional.

Ao realizar os exercícios, seja de forma para trabalhar a musculatura isolada ou em grupo, a cinesioterapia proporciona reabilitação, mobilidade, flexibilidade, relaxamento e resistência. Além disso, há os efeitos fisiológicos a serem percebidos como, por exemplo, no sistema cardiovascular, respiratório e metabólico.

O autor da obra supramencionada expõe que a cinesioterapia auxilia na recuperação dos elementos responsáveis pela mobilidade do corpo humano, sendo eles: músculos, ossos, articulações, ligamentos, sistema nervoso (central e periférico) e tendões.

Por fim, o mesmo menciona os três objetivos do tratamento com a respectiva técnica: (i) promoção da saúde; (ii) restauração da função; (iii) melhora da qualidade de vida.

Qual a indicação para encaminhamento?

Em “Cinesioterapia Geral” consta que há inúmeras indicações de encaminhamento de um paciente para essa técnica de fisioterapia. Entretanto, são listadas as possibilidades, sendo algumas delas:

  1. Melhora da circulação segmentar ou redução de edemas;
  2. Melhora ou normalização da amplitude de movimento;
  3. Redução de dor e inflamação;
  4. Reeducação postural.

LEMBRE-SE! As contraindicações são baseadas no quadro clínico de cada paciente, devendo ser analisado pelo profissional aspectos como doença cardiovascular, doença óssea, doença neurológica, inflamação aguda ou infecção nos tecidos utilizados para o exercício, gestação, fraturas, hérnias…

Quais são os tipos de cinesioterapia?

A cinesioterapia é prescrita de acordo com a necessidade do indivíduo que buscar o atendimento, podendo ser dividida em:

CINESIOTERAPIA MOTORA

Técnica utilizada para auxiliar a musculatura corporal em aspectos de força, amplitude e reabilitação.
Indicada para diagnósticos como tendinite, artrose, gota ou pacientes que encontram-se acamados.

CINESIOTERAPIA POSTURAL

Técnica utilizada para auxiliar na redução de dores na região lombar ou cervical, contribuindo para fortalecimento e alongamento da musculatura.
Indicada para diagnósticos de musculatura encurtada, quadros de dores frequentes, indivíduos que exercem funções que exigem uma postura durante horas consecutivas.

CINESIOTERAPIA LABORAL

Técnica utilizada para auxiliar no desempenho do trabalhador, contribuindo para fortalecimento, alongamento e relaxamento da musculatura.
Indicada para diagnósticos ergonômicos de ambiente laboral inadequado, visando garantir a qualidade de vida do trabalhador para exercer suas funções.

CINESIOTERAPIA RESPIRATÓRIA

Técnica utilizada para auxiliar na estimulação dos músculos utilizados pelo movimento de respiração, utilizando a expiração/inspiração como força de exercício.
Indicada para diagnósticos de enfermidades que necessitem de sessões com fisioterapia respiratória – utilizado aparelho como o Respiron para a técnica.

Qual o conceito de cinesioterapia laboral?

De acordo com a obra “Fundamentos e Práticas da Fisioterapia”, a cinesioterapia laboral é definida como “exercícios específicos orientados, de alongamento, fortalecimento muscular, coordenação motora e de relaxamento, por meio de sessões de curta duração, que normalmente têm duração de 10 a 15 minutos, sendo realizada no próprio local de trabalho, com as mesmas vestimentas que o funcionário utiliza no seu dia a dia laboral“.

É de suma importância que as doenças ocupacionais sejam avaliadas na hora de aplicar a cinesioterapia laboral. As doenças e acidentes do trabalho são um assunto de grande repercussão na atualidade e principalmente em âmbito político, como podemos ver em notícia publicada pelo Senado Federal em abril/2022, o qual menciona o senador do PT/RS sobre ambiente de trabalho saudável:

“A participação de todos nesse movimento potencializa o processo de transformação das fábricas, escritórios, enfim, de todos os espaços de trabalho, em lugares mais seguros e produtivos, cada setor e cada trabalhador dando atenção e olhar de cuidado, na prevenção. Temos desafios imensos em todos os setores.”

Paulo Paim, senador do PT/RS, em notícia publicada pela Agência Senado em 13.04.2022.

Quais são os benefícios da cinesioterapia laboral?

Ao atuar de forma preventiva, como também terapêutica, essa técnica conta com benefícios fisiológicos, psicológicos e sociais. Na obra supramencionada, a autora chama atenção para os benefícios em âmbito fisiológico, sendo alguns destes:

  • Aumento da circulação sanguínea;
  • Melhora da mobilidade e flexibilidade;
  • Melhora da postura e coordenação motora;
  • Redução das patologias e casos de LER/DORT;
  • Melhora no rendimento do trabalhador.

Ainda, a mesma menciona que após aplicação do protocolo de Cinesioterapia Laboral em um grupo de docentes atuantes na Educação Infantil, obteve resultados positivos com redução de dor no pescoço/ombros e outros segmentos corporais, além de melhora na qualidade do sono, disposição e motivação para trabalhar, dentre outros.

O tema de cinesioterapia laboral já foi abordado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região – Goiás em vídeo publicado acerca da “Ergonomia e Fisioterapia do Trabalho”, sendo reconhecida a importância e os benefícios dessa metodologia para os trabalhadores:

A prevenção de doenças ocupacionais pode ser realizada por meio da aplicação da exercícios durante a jornada de trabalho após a análise ergonômica do ambiente. Visite o nosso post e saiba mais sobre o assunto!

Cinesioterapia laboral x Ginástica laboral: Há diferença?

As duas técnicas possuem os mesmos fundamentos e objetivos, sendo resumida na prática de atividade física em ambiente de trabalho para proporcionar benefícios ao colaborador e com reflexos positivos para a empresa.

Entretanto, após análise, a diferença pode ser percebida apenas no âmbito terapêutico que a cinesioterapia laboral possui em relação à ginástica laboral. O enfoque em técnicas de fisioterapia pode ser apontado mas, ainda assim, são praticamente idênticas.

Quer saber mais sobre ginástica laboral?

Curso de Ginástica Laboral Grátis

O Curso Grátis de Ginástica Laboral é um curso totalmente gratuito para qualificação profissional, onde o aluno aprenderá todos os conhecimentos fundamentais que a profissão requer, seja você um colaborador interessado em praticar os exercícios, ou profissional da área buscando especialização na técnica abordada.

Curso de Ginástica Laboral

Neste curso você irá aprender ferramentas fundamentais para o seu sucesso na profissão, são elas: história; classificações; a ginástica e a prevenção de doenças ocupacionais; os principais tipos e as causas das doenças ocupacionais; benefícios da ginástica laboral; ginástica laboral preparatória, compensatória, corretiva e de relaxamento; benefícios do alongamento; alongamento no local de trabalho; como implantar um programa de ginástica laboral.

Cursos Gratuitos com Certificado da Prime

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.